Livros revelam a censura de impressos na Ditadura Militar

Dois lançamentos de livros abordam a questão da censura à imprensa alternativa e também aos livros durante a Ditadura Militar. No caso de “Repressão e resistência”, a pesquisadora e professora Sandra Reimão estuda os motivos pelos quais o Departamento de Censura e Diversões Públicas (DCDP) censurou mais de 140 livros nacionais entre os anos 70 e 88. Seu projeto foca em casos específicos, como o livro Zero, de Ignacio de Loyola Brandão, e Feliz Ano Novo, de Rubem Fonseca.

O projeto do livro surgiu quando Sandra leu o livro de Inimá Ferreira Simões, “Roteiro da Intolerância: A censura cinematográfica no Brasil”. “A partir de então eu decidi verificar se os militares também censuravam os livros nos quais se baseavam alguns destes filmes. Mas então, para minha surpresa, vi que não havia um estudo sobre a censura aos livros”, revelou Sandra durante o evento VII Fórum de Editoração.

Já o Instituto Vladimir Herzog fará o lançamento do livro “As capas desta história”, na terça, dia 25 de outubro, na Livraria Cultura – Conjunto Nacional. O livro revela extensa pesquisa e mostra mais de 300 capas de jornais alternativos, clandestinos e no exílio, durante o período do Golpe Militar (1969) a Anistia (1989). O trabalho é parte do projeto Resistir é Preciso que também produziu uma série de vídeos sobre o tema.

Alguns destes jornais censurados também viraram tema de pesquisa, caso do “Movimento”, cuja história é revelada pelo livro “Jornal Movimento – Uma reportagem” de Carlos Azevedo. O jornalista Lúcio Flávio Pinto recentemente elaborou uma resenha, no site Observatório da Imprensa, na qual analisa o livro e também os motivos para o fim deste jornal. Neste caso, além da censura, o jornal fechou-se para um público que não acompanhou as mudanças históricas e ideológicas do país.

Todas estas iniciativas revelam um resgate da memória do impresso brasileiro, e mostram que essa história é composta não somente do que se publicou, mas também do que não pôde ser publicado e do que se publicou fora dos meios oficiais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: