Sobre a criação de revistas digitais para tablets

21 de dezembro de 2011

Apresentei no dia 9 de dezembro de 2011, no Teatro Escola do CEUNSP-Salto, o meu trabalho de conclusão do curso superior de Jornalismo. O tema foi a criação da revista digital Sorria para tablet. Foram meses de muito trabalho, afinal, tratava-se de pesquisar a produção de revistas digitais para o suporte tablet, assunto que carece de bibliografia acadêmica na área.

Defendi a ideia de que uma revista digital não é somente um arquivo digital fechado (como um arquivo PDF, por exemplo) que é visualizado em uma tela. Uma revista digital deve usar todos os recursos que seu suporte pode oferecer. Como já dizia o filósofo Marshall McLuhan: “O meio é a mensagem”. Foi preciso, portanto, analisar a revista digital como uma nova mídia, composta por elementos da revista impressa (periodicidade, segmentação, portabilidade), elementos da narrativa digital (multimidialidade, interatividade, hipertextualidade) e elementos únicos do tablet (páginas com dois layouts para visualização vertical e horizontal, eixo de leitura da esquerda para a direita e de cima para baixo).

Uma revista digital deve saber explorar esses recursos, mas não como uma forma extravagante de chamar a atenção, e sim passando informação de forma otimizada, unindo jornalismo e design para gerar uma nova experiência narrativa imersiva, na qual todos os elementos (layouts dinâmicos de páginas, textos, imagens, vídeos, áudios, infográficos interativos etc) se complementam.

Posso dizer que o resultado servirá como base para mais estudos e criações sobre revistas digitais e também sobre novas formas de narrativas digitais imersivas. Por fim, agradeço muito a todos os amigos e professores que me acompanharam nessa jornada! Super abraços!


Apresentação do meu Trabalho de Conclusão de Curso sobre Revista Digital para Tablet

8 de dezembro de 2011

TCC sobre Revista Digital para Tablet

 

Foram quatro anos de muito aprendizado, experiências, alegrias e, claro, muito sangue e suor no caminho para me tornar um jornalista. Sei que ainda tenho muito o que aprender, pois nunca há um momento em que se deve “parar de estudar”, mas o contato com os professores e estudantes de jornalismo, as discussões, o treinamento no jornal-laboratório… tudo foi fundamental para eu ter uma base profissional.

É em agradecimento aos meus amigos e professores que convido a todos para a apresentação do meu trabalho de conclusão do curso superior de Jornalismo da Faculdade de Comunicação, Artes e Design do CEUNSP!

Irei mostrar o que é uma revista digital para tablet e revelar a transposição que fiz da revista impressa Sorria para esse novo suporte digital, adaptando essa publicação para um meio interativo, hipertextual e multimídia.

Nos vemos lá! Abraços!


Acervo digital de revistas e jornais

29 de outubro de 2011

Uma importante fonte de informação para quem faz jornalismo é o acesso a acervos de revistas e jornais. Um acervo de publicações antigas ou ainda em circulação permite analisar evoluções gráficas e editoriais e ver como são abordados e analisados os temas de cada época.

Uma biblioteca de qualidade possui uma hemeroteca (coleção de jornais e revistas) para consulta. Mas a Internet expandiu a disponibilidade dessas publicações. A seguir, uma lista de acervos digitais:

Brasiliana – USP
O projeto de digitalização do acervo bibliográfico e documental da USP sobre assuntos brasileiros já conta com mais de  1.200 periódicos para consulta. O acervo inclui desde a revista Klaxon, voltada para a divulgação da arte moderna, até o Correio Brazilense, publicado a partir de 1808 e considerado o primeiro jornal brasileiro.

Arquivo Público do Estado de São Paulo – Revistas
O arquivo do Estado é composto de revistas do século XVIII, como  a Revista da Academia de S. Paulo de 1859, até O Atalaia, de 1980.

Arquivo Público do Estado de São Paulo – Jornais
O principal destaque desse arquivo são os diversos jornais da comunidade imigrante de São Paulo, como o Amico del Lavoratore voltada para a comunidade imigrante italiana e 0 jornal sírio Al-Akfar.

Viver em São Paulo – Periódicos
Este site, também do arquivo público do Estado de São Paulo, destaca as revistas de variedades das décadas de 1910 e 1920, como O Correio da Semana, A Lua, Vida Moderna e Vida Paulista.

Memória da Imprensa
Outro site do arquivo público de São Paulo. Possui diversos artigos que contextualizam os jornais e revistas do arquivo público.

Biblioteca Nacional Digital
Aqui você pode consultar o acervo digitalizado da Biblioteca Nacional. Há inclusive um grande acervo da revista “O Malho”. A Bilbioteca também tem seu projeto de preservação da memória da imprensa, na qual é possível consultar fascículos de periódicos do século XIX.

João Carlos em Revista
Neste site, é possível consultar as versões digitalizadas de O Malho e Para Todos entre os anos 1922 e 1931, revistas dirigidas pelo designer e caricaturista João Carlos.

Memória Viva
O site Memória Viva busca a preservação histórica de periódicos. É possível acessar capas e artigos das revista O Cruzeiro, O Malho e Careta.

Projeto Memória
O Projeto Memória disponibiliza para consultas on-Line o Jornal Cruzeiro do Sul, a Gazeta de Sorocaba, o 13 de Março e O Veneno.

Diário de Pernambuco
O mais antigo jornal da América Latina disponibiliza (temporariamente de forma gratuita) a consulta a suas notícias. Na primeira etapa do projeto estão disponíveis as edições de 1980 a 1995.

Jornal do Brasil
O primeiro jornal brasileiro a ter seu site de notícias na Internet disponibilizou seu arquivo de jornais digitalizados por meio do Google News Archive. É possível consultar edições de 1891 até 1999.

Revista Veja
A revista Veja disponibiliza um acervo digital extenso: é possível ler sua primeira edição de 1968 até as edições mais recentes deste ano.

Revista Época
A revista Época, primeira revista brasileira que nasceu junto com sua versão on-line, disponibiliza os textos de suas matérias para leitura das edições de 2003 até hoje.

Revista Isto É
A revista Isto É também tem uma seção para leitura de matérias de suas edições anteriores. O acervo tem edições de 1999 até as mais recentes deste ano.

Revista Super-Interessante – Super-Arquivo
A revista Super-Interessante, voltada para as novidades culturais, científicas e tecnológicas, não vende mais seu acervo em uma coleção de CD´s. Mas no Super-Arquivo é possível ler os textos da revista desde o ano de 1987 até as edições mais recentes.

Revista Piauí
Todo o acervo da revista Piauí, desde seu primeiro número. Trata-se de uma revista com pautas pouco convencionais e que usa a técnicas do jornalismo literário.

Revista Continuum
Todas as  edições da revista Continuum do Itaú Cultural, publicação voltada para a difusão da cultura e da arte brasileira, estão disponíveis para consulta.

Revista Sorria
Aqui é possível ler todas as edições da revista Sorria, publicação voltada para histórias de conquistas e superações de gente comum.

Bibliotecno
O site Bibliotecno tem uma lista extensa e bem detalhada de diversos acervos digitais. Há de tudo, de periódicos históricos até os mais recentes. Vale muito a pena conferir.

Estes acervos estão ainda em fase de expansão, pois ainda há muitas revistas e jornais que precisam ser digitalizados. Portanto, se você souber de um novo acervo interessante, divulgue-o aqui na seção de comentários!


%d blogueiros gostam disto: